Alexandre Law Firm is an immigration law firm located in Orlando, FL, and we assist clients in all 50 states. We pride ourselves in putting you first in everything we do.  We believe in taking a client-centered approach to solving your immigration problems. That means that our strategies for your case will be carefully crafted based on your needs and circumstances and not because it’s the firm’s one-size-fits all approach for similar cases. You have a story to tell, people you love, and experiences that define you. We embrace that and we fight to honor that and not just close some file with an Alien number on it.

Our immigration lawyers are not here to curry favor with the government. This means that we are willing to take actions on your behalf to ensure that you get the best result possible, even if these decisions might aggravate a government official. You have rights and these will never take a backseat to our relationship with government officers. Of course, we are also firm believers in careful diplomacy and the enormous benefits that come from candid negotiations with well-meaning and sympathetic government officers, but we will not hesitate to aggressively litigate your case if that is the best option for you and your family.

Visto Americano L-1

O visto L-1A foi projetado pelo Congresso para permitir que as pessoas de grandes talentos, com experiência gerencial ou executiva fosse transferido de uma empresa estrangeira para uma empresa coligada aos Estados Unidos.

Ao contrário de vistos de estudante ou visto de turista, o L-1A é um visto de dupla intenção, o que significa que a pessoa que esta sendo transferida pode ter a intenção de voltar para casa depois de terminar seu trabalho nos EUA (intenção de não-imigrante) ou procurar tornar-se um residente permanente legal (intenção de imigrante). Isso proporciona maior flexibilidade para o trabalhador, porque eles podem experimentar o estilo de vida americano e optar por ficar ou voltar ao seu país de origem.

Para qualificar para o visto L-1A, a pessoa que vai ser transferida tem que ser empregado como um executivo ou gerente da empresa estrangeira pelo menos um ano nos últimos três anos. Essa pessoa pode ser um acionista da empresa ou um empregado. Além disso, a empresa estrangeira e a empresa dos EUA deve ter um relacionamento “qualificado” – as empresas devem ser afiliadas ou empresa mãe e a subsidiária. As empresas também podem ser ramos da mesma empresa-mãe.

O tempo concedido pelo serviço de imigração dos EUA para o empregado que será transferido dependerá da 1) duração da relação comercial entre as duas empresas e 2) se a empresa dos EUA esta “atuando”.

Se a empresa estrangeira e a empresa dos EUA tem tido a mesma relação comercial pelo menos por um ano antes da transferência e a empresa dos EUA estiver atuando pelo menos por um ano, tem empregados e esta operando regularmente.

O primeiro visto concedido será por um período de três anos. No entanto, se a empresa dos EUA é nova, e está em funcionamento há menos de um ano, o primeiro visto emitido será somente por um período de um ano. Após o período inicial de um ano ou de três anos, o empregado que foi transferido pode solicitar uma extenção do seu visto L-1A, e de seus derivados; cônjuge e filhos menores de 21 anos, por períodos de dois anos, com um máximo de 7 anos no total.

O benefício do visto L-1A em relação a outros tipos de vistos é que o cônjuge do beneficiário do L-1A também pode receber a autorização de trabalho nos Estados Unidos. Isso proporciona maior flexibilidade para a família, o cônjuge, e até mesmo para a empresa se ela decide contratar o cônjuge. Porém, o mais importante é a capacidade que a empresa tem de fazer uma petição para um visto de imigrante para o beneficiário do L-1A, o que eventualmente se tornará em um status de residente permanente legal (green card) para o beneficiário e sua família.

Empresários, executivos e gerentes do mundo inteiro pode ser elegível para um visto L-1A. Não há limitação no número de vistos disponíveis, e há um caminho claro para a residência permanente legal e até mesmo para a cidadania nos EUA.

EB-5

O programa de investimento EB-5 é um visto que permite a estrangeiros investir nos Estados Unidos, gerando empregos e estimulando a economia norte-americana.

Existem duas formas de investimento: 1 Projeto Tradicional ou 2 Centro Regional.
Através do Projeto Tradicional, o investimento deve ser feito em um negócio fundado após 1992. investidor tem a total responsabilidade de assegurar que seu investimento criou ou irá criar pelo menos 10 empregos para cidadãos americanos. O investimento mínimo necessário para projetos tradicionais é US$ 1.000.000 (hum milhão de dólares)

Centros Regionais são entidades comerciais credenciadas pelo Serviço de Imigração dos Estatos Unidos (USCIS), com o intuito de atrair investimentos estrangeiros a fim de gerar empregos no país. Esses Centros Regionais podem também considerar empregos indiretos, eliminando assim o requisito da criação de 10 empregos diretos. O investidor escolhe o Centro Regional de sua preferência e investe no mínimo US$ 500.000 (quinhentos mil dólares) no projeto.

O restante do processo é administrado pelo Centro. O visto EB-5 é uma excelente opçãopara quem quer vir morar nos Estados Unidos. Não é necessário demonstrar fluência no inglês, ter laços familiares nos Estados Unidos, nível de escolaridade, ou demais requisitos necessários para outros tipos de vistos.

É necessário tão somente criar 10 empregos nos EUA de uma forma legítima. Aparentemente trata-se de um processo bem simples. No entanto, sempre existe o risco de perda do investimento. O processo do EB-5 é guiado por legislação específica e restritiva. qualquer erro, seja por negligência ou falta de conhecimento, pode resultar na perda de uma excelente oportunidade de se obter a residência permanente nos EUA. Daí a necessidade de muito cuidado na escolha de um advogado de imigração. É fundamental que este profissional tenha um profundo conhecimento de todas as nuances e variações em cada etapa do processo. Também há que se ter muita cautela para não ser vítima das inúmeras fraudes que buscam atrair investimentos de estrangeiros.

É importantíssimo receber orientação profissional correta a fim de otimizar as chances de sucesso do empreendimento.

E-2

Vistos de investidor E-2, tratado de investidores, é disponibilizado para investidores com nacionalidade de um país que tem um tratado de comércio e negócios com os Estados Unidos. Infelizmente, o Brasil e Portugal não tem esse tipo de tratado. Mas muitos outros países, como Itália, Espanha, França, Alemanha, Argentina, Colômbia e Polônia favorece desta opção.

Os investidores que qualificam para esta opção podem entrar nos Estados Unidos para desenvolver uma empresa comercial ou negócio em que já investiram ou que vão investir uma quantidade relevante de capital. A empresa pode ser uma nova ou uma já existente. Não existe um valor específico para investir, mas este visto exige um investimendo médio de US$ 100.000 e US$ 150.000.

Apesar deste visto não oferecer o green card, ele permite que o investidor e sua família residam nos Estados Unidos temporariamente. O período de validade deste visto é geralmente concedido entre 2 e 5 anos inicialmente. A melhor parte deste visto é que ele pode ser renovado ou prorrogado indefinidamente – isso quer dizer que você pode viver nos EUA para o resto de sua vida, pode permanecer 30, 40, ou 50 anos, com o visto E2.

Alexandre Law Firm
7031 Grand National Dr. Suite 109,
Orlando, Fl 32819 | USA: +1 407 370 6996
www.alexandrelaw.com | info@alexandrelaw.com

Divulgue este evento

Compartilhe esta página com seus amigos!